APRENDA A VOAR



Depois dos 50, a Idade de Ouro, a vez da verdade, a hora da posse de si mesma. Aproveite tudo. Curta-se. Ame muito. Você chegou lá. Voe. Agora você tem asas. Você agora é o tigre, e tigre alado. Voe alto. Voe muito alto.

Translate

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

ESCOLHENDO UM MODELO DE CABELOS BRANCOS





Há cinco anos, quando deixei meus cabelos brancos ( ou grisalhos – há quem me corrija), eu tinha em mente algumas coisas. Queria dar um tempo, recuperar meus cabelos cansados de tantos anos de tingimento, pálidos, opacos e ressequidos como corda, com dificuldades de reagir à tintura em partes da cabeça, perdendo cor com facilidade, deixando a raiz à mostra em menos de uma semana de retoque.

Por outro lado, estava com 58 anos, cabelos já bem matizados de branco, e achava que deixá-lo ao natural ia ser legal para mim, iluminar meu rosto, fazer boa combinação com meus olhos e pele clara.





Acertei. Fiquei ótima, e até remocei, com os cabelos mais viçosos, cheios e devolvendo-lhe o movimento.

Na época, ouvi todo tipo de crítica: “ Muito nova para cabelo branco”; “ cabelo branco dá aspecto de mulher relaxada, sem vaidade, sem capricho”; “ Nunca mais vai namorar . Os homens detestam”. E acho que alguns detestavam mesmo. Na época, vi homens num programa de TV, atacando as mulheres que paravam de pintar o cabelo, chamando-as de Madame Min, Maga Patalógika e Cruela Devil.



Mas insisti e aí vieram outros comentários tão equivocados quantos os primeiros: “ Maquiagem de olho tem que ser pouca, com cabelo branco; e batom clarinho, nunca boca vermelha”;”Brancos, só curtos”. Bobagem.



O preconceito se mostra de muitas formas, e a prova de que ainda está aí é que internacionalmente, nos principais idiomas, diz-se assumir os cabelos brancos, para quem optou por não tingi-los. Você não diz que alguém assumiu seus cabelos louros ou castanhos. Só para o branco se usa “assumir”. Um paralelo com “assumir a idade” ou a velhice.



Mas ,Oh, Céus!, eu não estava querendo assumir coisa nenhuma. Escolhi pra mim o melhor cabelo, só isso. E não tinha a menor vontade de parecer ‘a vovozinha na Disney com o netinho, posando pra foto’. Queria brincar com meus cabelos brancos, volumosos, em cortes loucos, modernos, ou longos para usá-los em belas tranças... Usar batom vermelho, sim, que eu olhava nos espelho e sentia que combinava...Pra mim, os cabelos brancos eram mais rebeldia que acomodação. Queria que chamassem atenção.Fossem um traço forte em mim. Presentes, estilosos.









De lá pra cá, as ruas encheram-se de ladies de cabelos brancos, de todos os tipos . E 2012 se anuncia com os cabelos brancos no grito da Moda, inclusive para os jovens. Reuni uma centena de estilos de cabelos brancos para mulheres e homens de todas as idades e disponibilizei num álbum, em nossa página do Facebook. Clica para ver: http://www.facebook.com/media/set/?set=a.359594310727513.83538.354486244571653&type=3



13 comentários:

  1. muito oportuna a postagem. estou vivendo algo parecido e tenho 30 anos. já tenho muitos cabelos brancos e decidi parar de tingir. é unânime a frase: "você é louca. muito nova. e não faça isso!". Na verdade não conheço ninguém com a minha idade que tenha deixado os fios brancos aparecerem, até porque nem todo mundo com a minha idade já tem cabelos brancos. mas o que pega é realmente o preconceito. o fato dos brancos remeterem à velhice e ao desleixo. coisas que nossa sociedade gostaria de exterminar. bom. eu já decidi e vou conviver com meus fios prateados. e que falem. falariam de qualquer forma... beijos, Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ju, por comentar e aderir ao Flying on the World. Sabe de uma coisa? Uma mulher sempre sabe como fica melhor, mais bonita. Se estiver se gostando com uns fios grisalhos, não dê ouvidos aos outros, não. Deixe-os lá. Como vê, podem ser um charme.

      Excluir
    2. Ju, eu sou mais uma de 30 com uma quantidade significativa de fios brancos espalhados. Minha irmã, com 26, tem tantos ou mais que eu, mas pinta e sofre com a raiz aparecendo. Resolvi fazer o investimento contrário, em vez de esconder e maltratar meus genuínos fios brancos, faço massagens no cabelo, para sentir-me bem, com fios bem cuidados. Tenho conseguido sobreviver ao preconceito, mas é horrível. O crto é que a gente tem que estar se sentindo bem com os fios para poder responder com firmeza aos comentários inconvenientes e mesmo violentos. Fico entristecida de ver as mulheres oprimindo umas às outras nessa ditadura de certos referenciais de beleza. Bom, cada dia me sinto mais segura nessa decisão de deixar os fios brancos - e ler essa matéria foi um ganho nesse sentido. Quando a gente co nsegue superar esses preconceitos em nós mesmas nos sentimos mais que bem, mas ótimas, à frente do nosso tempo, vanguardistas e, quiçá lançando moda.
      Abraços às prateadas de 20, 30, 40 50, 60, 70, 80, 90, ....

      Excluir
    3. Flying on the World12 de maio de 2012 01:28

      È, Beth. É isso aí. Tudo que se fizer terá os que não vão gostar, não é? Não acho que todo mundo tem que deixar os cabelos brancos, não. Há as que não ficam tão bem, ou que encontraram um tom de tingimento bastante bonito pra elas e não tem porque mudar, as que não gostam mesmo... Enfim, que cada um invente seu tom, em que se sentirá bonita e feliz, natural ou não. Mas faço o mesmo que você: invisto em cabelos saudáveis, com brilho, vigor, hidratação, pra explorar o branco...Pessoalmente, gosto muito deles.

      Excluir
    4. AMEI,ESTOU COM 38 ANOS,DESDE OS 12 OU 13 ANOS TENHO MINHAS MADEIXAS BRANCAS E DESDE ENTÃO VENHO SOFRENDO,MAS AGORA DECIDI, VOU ADERIR AS GRISALHAS E TENHO CERTEZA QUE SEREI MAIS FELIZ, NÃO IMPORTA OS COMENTÁRIOS QUE COM CERTEZA SERÃO MUITOS!!!!!!

      Excluir
  2. A propósito, Flying on the World, que modelo escolheste? Eu estou deixando o cabelo longo, como sempre gostei, e para que brilhem bastante os fios brancos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flying on the World12 de maio de 2012 01:15

      Bom, gostaris de deixá-los longos, longuíssimos, fazer trnças e coques maravilhosos, etc... Mas acabo sempre cortando, não consigo atravessar aquela fase chata do cabelo "em crescimento". Eu queria mesmo era o cabelo da Kristen McMenamy, a primeira desta postagem.

      Excluir
  3. Adorei o post sobre cabelos brancos.
    Mostrar o branco dos cabelos é sinal de inteligência, de que você não precisa da aprovação do outro para se sentir especial. É viver no mundo real, não num falso mundo de vaidades e faz de conta. Viver num mundo de representações é muito triste...
    Ainda que essa moda não pegue, resolvi, vou deixar de reprimir meus fios francos, chega de "faz de conta que meu cabelo é preto...". Afinal, toda fase tem a sua beleza. O que importa é ser autêntico, da cabeça aos pés, pois é nisto que consiste a verdadeira beleza do ser humano!
    Valeu!
    Abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flying on the World5 de junho de 2012 14:09

      Tem razão, do ponto de vista de que é preciso coragem e inteligência para andar na contramão do usual. Mas - sabe? - quanto a cabelos brancos, nem todas as mulheres sentem-se bem com eles e nem todas ficam bem com eles. Nosso pensamento é de que as mulheres devem procurar o que lhes dá mais segurança e alegria. Se optarem pelo tingimento, por que não, não é? Há tonalidades lindas no mercado. Inclusive preparamos uma matéria sobre o fato de que com cabelos brancos você pode ter todas as cores que quiser, com o surgimento de produtos excelentes tipo “lava-e-sai”. Dá pra brincar muito com eles. Obrigada por manifestar seu pensamento. Tão bom quando temos respostas!

      Excluir
  4. Gente, que super! Estou sentindo que encontrei a minha "tribo"... Quando decidi parar de tingir os cabelos, há dois meses, estava muito apreensiva e insegura, mas este blog com os comentários e as fotos, me deu muita força! Quantas opções... e eu me sentia tão amarrada por este esquema da "beleza comercial padrão"

    Também tenho um blog onde conto minhas aventuras e desventuras ao parar de pintar: grisalha.blogspot.com.br
    Obrigada, Beatriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flying on the World30 de junho de 2012 18:55

      É, Beatriz, só quem vive isso sabe. Não tinjo cabelo há 5 anos. Adoro o tom grisalho, meio a meio ou com prevalescência do branco ( dependendo do tamanho e do corte porque as pontas são mais brancas). Adoro porque tem todos os tons de prata, sem amarelado.Acho, como disse que rejuveneci, com o cabelo mais virosos, brilhoso, vivo, porque virgem. E iluminou meu rosto. Quanto mais branco ficar mais luz vai dar ao rosto, porque perco um pouco quando corto as pontas mais brancas. De forma que sou prosíssima com meu tom. Acho chique, acho sofisticado. E ainda hoje não há um monte de gente a me cobrar a volta à tintura?
      Vou ver seu blog. Deixo mensagem pra saber que fui. Vamos trocar figurinhas.

      Excluir
  5. bem eu tenho 26 anos e podem não acreditar mas já estão a aparecer cabelos brancos não sei se devo pintar o deixar estar e assumir ajudem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flying on the World12 de maio de 2013 00:32

      Bom, querido amigo, isso é muito pessoal. Só mesmo você poderá saber como se sente de uma forma ou de outra, tingindo ou não seus cabelos. Na nossa página do Facebook, no álbum "Cabelo Branco,escolha o seu" temos mais de uma centena de sugestões para quem quer deixar o cabelo naturalmente ( ou não) branco. Para homens e mulheres. Quem sabe você não encontra lá alguma inspiração? Depois nos conta.

      Excluir

Deixe aqui sua mensagem. Ela é importante para nós.